Blog

indicadores de desempenho na indústria

10 principais indicadores de desempenho na indústria

Os indicadores de desempenho na indústria devem ser usados tanto para avaliar os processos atuais do negócio como para desenvolver estratégias mais eficientes para o futuro.

Dessa forma, é fundamental definir quais indicadores acompanhar. Mas como fazer isso? Esta decisão deve ser tomada considerando os objetivos da indústria e os principais desafios operacionais.

A seguir, conheça 10 indicadores de desempenho na indústria e como um sistema ERP contribui no monitoramento das métricas.

Veja também: Como otimizar a gestão da produção industrial com um sistema ERP?

Quais indicadores de desempenho na indústria acompanhar?

Em geral, na indústria, os indicadores ajudam a mensurar a produtividade e a qualidade dos processos. Além disso, fornecem informações relevantes para identificar gargalos, ineficiências e desperdícios, contribuindo na melhora do desempenho.

Neste sentido, cada negócio deve determinar quais indicadores são mais relevantes para compreender o cenário interno. Confira!

1. Número de produtos produzidos

Essa métrica é usada para identificar a quantidade de itens produzidos em um determinado período. Este número pode ser usado para avaliar um setor específico, equipe ou turno.

2. Produtividade homem/hora

O indicador acompanha a produtividade individual tanto no processo produtivo como em tarefas administrativas.

Deve-se medir, por exemplo, a quantidade de produtos ou tarefas realizados em um intervalo pré-definido, como hora ou turno.

Leia também: Como funciona o planejamento e controle de produção no setor industrial?

3. Tempo Médio Para Reparo (MTTR)

O cálculo do Mean Time To Repair, ou Tempo Médio Para Reparo, indica o tempo empregado para voltar à operação normal após uma falha. Ou seja, monitora o tempo de resposta das equipes e equipamentos.

Em geral, essa métrica é usada para controle da manutenção de equipamentos e processos do time responsável.

4. Tempo de inatividade

Entre os indicadores de desempenho na indústria, esta métrica indica o tempo que equipamentos e colaboradores ficaram inativos durante o turno. Assim, este índice identifica se as falhas são sucessivas e afetam o desempenho da indústria.

Com isso, é possível calcular a produtividade e verificar o impacto da inatividade no lucro do negócio.

5. Tempo Médio Entre Falhas (MTBF)

O cálculo do Mean Time Between Failures, ou Tempo Médio Entre Falhas, revela o intervalo entre falhas operacionais.

Essa métrica mostra se o maquinário está desgastado, se é insuficiente para o ritmo produtivo exigido e se é necessária à substituição de máquinas. Também pode indicar processos falhos que precisem de revisão.

Leia também: Internet das coisas na indústria: saiba como utilizá-la

6. Horas trabalhadas na produção

Esse indicador revela quantas horas são necessárias para desempenhar as atividades em um determinado período.

Caso o número de horas esteja elevado, pode ser necessário rever processos ou tornar as etapas mais eficientes para melhorar a lucratividade e o desempenho da indústria.

7. Nível de utilização da capacidade instalada

Um dos principais indicadores de desempenho na indústria revela se o uso do maquinário e das instalações está pleno ou ocioso. Por exemplo, caso a linha de produção tenha capacidade para 10 mil itens mensais e está produzindo 7 mil, indica uma capacidade ociosa.

Esse fato pode ocorrer devido a um problema operacional, como baixa produtividade ou queda no aproveitamento da capacidade do maquinário. Ou ainda, é possível que esta redução da produção seja temporária em decorrência de um planejamento estratégico.

8. Custo total de produção

Este índice revela dados como o custo dos insumos, das horas-máquina, das horas-homem, dos suprimentos e da depreciação dos equipamentos.

Tal valor pode ser monitorado por período, setor, linha de produção ou outros aspectos. Esse acompanhamento ajuda a identificar os custos operacionais e, portanto, identificar o lucro final após a venda.

9. Giro do estoque

Essa métrica serve para verificar as entradas e saídas de produtos do estoque, avaliando quanto tempo uma mercadoria fica parada.

Afinal, o excesso de itens parados no estoque pode:

  • Comprometer a capacidade de armazenamento da indústria;
  • Indicar uma queda nas vendas;
  • Tornar o estoque muito custoso.

10. Margem de contribuição e percentual de lucro

Esse indicador de desempenho na indústria revela o lucro do produto após a venda, descontando os custos de produção, armazenamento, logística etc.

Por meio dessa métrica, a empresa pode identificar quais os produtos mais lucrativos e verificar o percentual de lucro de cada item.

Como o sistema ERP auxilia no monitoramento de indicadores?

O monitoramento desses indicadores de desempenho na indústria é complexo, pois exige integração entre as áreas, coleta, armazenamento e análise de dados em todas as etapas do processo produtivo.

Dessa forma, para ter um melhor controle sobre os processos, é fundamental que a indústria adote um sistema ERP – sistema integrado de gestão empresarial.

Essa tecnologia auxilia na estruturação e monitoramento de todos os processos, desde os administrativos até os produtivos. Além disso, viabiliza a automação de diversas etapas.

Saiba mais: Como otimizar a gestão da produção industrial com tecnologia e automação

Para otimizar o monitoramento dos indicadores, conte com o SAP Business One. Este é um sistema ERP disponibilizado pela Ramo Sistemas, que tem funcionalidades específicas para o setor industrial, com informações em tempo real. O que facilita para que os gestores tenham a visão completa da operação industrial e embasa a tomada de decisão estratégica.

A solução também gera relatórios completos e personalizados para acompanhar esses indicadores de desempenho na indústria.

Quer saber mais sobre como otimizar e melhorar seu processo produtivo? Conheça o SAP Business One disponibilizado pela Ramo Sistemas!