Blog

internet das coisas na indústria

Internet das coisas na indústria: saiba como utilizá-la

O uso da Internet das Coisas na indústria viabiliza a adoção de máquinas e dispositivos interconectados, trocando informações entre si em tempo real. Isso permite a implementação de uma planta industrial efetivamente digitalizada.

De acordo com a Business Insider, as empresas investirão cerca de US$ 70 bilhões em soluções de IoT em 2020. Já a consultoria Gartner afirma que, nesse ano, haverá quatro dispositivos conectados à internet para cada pessoa.

Logo, a utilização de tecnologias de Internet das Coisas na indústria se torna cada vez mais importante. Afinal, a comunicação entre máquinas, chamada de M2M (Machine to Machine), facilita o cumprimento de tarefas e comandos de forma inteligente.

Dessa forma, os objetos conectados podem agilizar processos produtivos sem interferência humana. Portanto, os gestores precisam conhecer as aplicações e benefícios dessa tecnologia.

Quais as aplicações da Internet das Coisas na indústria?

O uso de Internet das Coisas na indústria permite a integração de todos os sistemas industriais. Isso torna a fábrica conectada e inteligente.

Para implementar a tecnologia na prática, são instalados sensores em todo o maquinário. Assim, é possível coletar informações relacionadas aos processos e fornecer aos gestores dados em tempo real.

Com isso, a indústria consegue otimizar os fluxos produtivos, automatizar atividades, melhorar a operação e facilitar o gerenciamento.

Entre as principais aplicações Internet das Coisas na indústria, vale destacar:

  • Manutenção: os próprios equipamentos conseguem identificar e reportar problemas, que indicam a necessidade de manutenção do maquinário;
  • Monitoramento do fluxo de produção: todas as etapas da linha de produção são mapeadas em tempo real para avaliar o nível de produtividade, a possibilidade de otimização, o cumprimento das metas etc.;
  • Gerenciamento de estoque: um dos principais desafios da área de logística pode ser beneficiado com a IoT na indústria. Os sensores e etiquetas coletam dados de movimentação dos produtos e indicam a necessidade de reposição;
  • Segurança dos colaboradores: ao identificar processos potencialmente inseguros, as máquinas podem interromper a operação, reduzindo os acidentes de trabalho. Além disso, os sensores podem monitorar o uso de equipamentos de proteção individual, notificando trabalhadores sem os EPIs adequados de acordo com a área da fábrica.

 

Portanto, a Internet das Coisas na indústria serve para aumentar a produtividade e melhorar o controle dos processos. Mas também ajuda a garantir um melhor funcionamento, com mais segurança, redução de desperdícios, atrasos e falhas.

Quais os benefícios dessa tecnologia?

As aplicações da Internet das Coisas na indústria dependem das necessidades identificadas pela empresa.

Ao avaliar este aspecto, é possível personalizar as soluções. Isso faz com que as demandas mais importantes para cada companhia sejam atendidas, como por exemplo as questões relacionadas a falhas e limitações.

Apesar disso, os benefícios da Internet das Coisas na indústria são vários e incluem:

  • Redução de paradas e falhas;
  • Melhoria do uso dos ativos;
  • Redução do custo de vida do ativo;
  • Melhora na performance produtiva;
  • Aumento e otimização da produção;
  • Eficiência e qualidade na tomada de decisões;
  • Geração de novas oportunidades para o negócio.

No entanto, para que essas vantagens sejam de fato consolidadas, é indispensável o uso de ferramentas adequadas para dar suporte às soluções de IoT.

Leia também: Como otimizar a gestão da produção industrial com tecnologia e automação

Como o ERP favorece a implantação de IoT na indústria?

Para tornar a planta da sua indústria digital, eficiente e automatizada, é fundamental contar com um ERP. O sistema de gestão empresarial é responsável por integrar departamentos, monitorar a automação de processos e usar dados para tornar a gestão mais inteligente.

Com o SAP Business One, é possível fazer a conexão entre áreas operacionais ou máquinas por meio de sensores. Como resultado, os equipamentos alertam os gestores em caso de falha ou necessidade de manutenção.

Dessa forma, há uma redução do período improdutivo e o sistema faz o cálculo do tempo necessário para suprir a queda na produção. Isso facilita o planejamento dos gestores e melhora a previsibilidade.

Quer tornar a sua indústria mais competitiva no mercado atual com um sistema de gestão empresarial integrado às soluções de IoT? Conheça mais sobre o SAP Business One e os potenciais de um ERP na implantação da Internet das Coisas na indústria.

Ficou interessado? Entre em contato agora mesmo conosco!