Blog

planejamento de estoque

Planejamento de estoque: como alcançar o nível de estoque ideal?

O planejamento de estoque é uma questão estratégica às empresas de distribuição por evitar prejuízos e desperdícios causados por equívocos no gerenciamento.

Por exemplo, ter mercadorias em excesso eleva o custo de armazenagem, enquanto a falta dos produtos pode causar a queda nas vendas e desafios de logística.

Portanto, ter um planejamento de estoque acertado é importante para reduzir custos, ter um nível adequado de mercadorias disponíveis e garantir a previsibilidade de estoque e financeira.

4 desafios do planejamento de estoque

Como visto, a importância do planejamento de estoque se reflete tanto nos ganhos financeiros da empresa de distribuição como na eficiência operacional.

No entanto, para alcançar o nível de estoque ideal a empresa deve atuar na superação dos erros frequentes que afetam essa área, conheça a seguir.

1. Integração de processos

Um dos primeiros desafios relacionados ao planejamento de estoque é que os processos entre as diferentes áreas devem ser sincronizados e integrados.

Na área de distribuição, os processos logísticos envolvem diferentes departamentos como de compras, vendas, distribuição e gestão de estoque.

Se essas áreas não são integradas, diversos erros podem surgir no desenvolvimento das atividades que vão comprometer a viabilidade operacional do armazém e os custos.

Leia mais: Como otimizar a gestão de compras em empresas de distribuição

2. Controle de indicadores em tempo real

Em poucos setores o monitoramento em tempo real é tão imprescindível como no de distribuição.

O controle dos indicadores em tempo real viabiliza que os gestores identifiquem, por exemplo, quando determinada mercadoria entra em nível crítico, demandando reposição.

As informações de distribuição também precisam ser monitoradas em tempo real para garantir o cumprimento de prazos e atualização das informações para o consumidor final.

O mapeamento da operação ajuda a reconhecer os gargalos e ter uma atuação proativa para superá-los visando a manutenção do nível de estoque ideal.

Saiba mais: Como otimizar a eficiência e produtividade nas empresas de distribuição?

3. Relacionamento com fornecedores

Um dos aspectos nem sempre considerados pelos gestores, mas que influencia diretamente o planejamento de estoque é o relacionamento com os fornecedores.

A confiança nos parceiros é essencial para que os prazos sejam cumpridos e a comunicação ocorra de forma adequada.

Por exemplo, atrasos podem comprometer a disponibilidade de mercadorias ao público, atrasando entregas.

Portanto, a empresa de distribuição deve desenvolver uma estratégia de comunicação e relacionamento acertada com os fornecedores, garantindo o cumprimento de prazos e alinhamento da operação.

4. Modernização tecnológica

Atualmente, nenhum segmento consegue fugir da transformação tecnológica que implica diretamente na modernização e otimização de processos por meio do uso de aparatos tecnológicos.

Leia também: Como implementar a transformação digital nas empresas de distribuição e logística

Por exemplo, atualmente é possível prever a demanda a partir da análise de séries históricas para determinar períodos nos quais o desempenho será maior ou menor e adequar os níveis de estoque para esses padrões.

Outro recurso disponível é o controle de localização no estoque, reduzindo a circulação desnecessária dentro do depósito.

Como um sistema ERP auxilia no controle de estoque?

O sistema integrado de gestão empresarialsistema ERP – tem funcionalidades voltadas exclusivamente ao controle de estoque devido à centralidade dessa área na operação e lucros da empresa.

O sistema ERP dispõe de recursos que viabilizam um controle acertado juntamente com um planejamento de estoque mais estratégico e inteligente, evitando os erros apresentados anteriormente.

Veja mais: Sistema ERP: como a análise preditiva otimiza a produtividade no setor de distribuição

O SAP Business One, disponibilizado pela Ramo Sistemas, por exemplo, dispõe de funcionalidades como:

  • Integração entre departamentos e centralização dos dados;
  • Monitoramento dos indicadores em tempo real com acesso pelo navegador;
  • Controle de entrada e saída;
  • Controle de localização dentro do estoque;
  • Canal de comunicação e relacionamento com os fornecedores dentro da plataforma;
  • Previsibilidade operacional a partir da análise de dados;
  • Gestão de rotas e insumos.

Veja ainda: 6 estratégias de como tornar a armazenagem e gestão de estoque mais eficientes

Com essas funcionalidades voltadas ao planejamento de estoque, o SAP Business One garante uma operação mais inteligente e estratégica à empresa de distribuição.

Conheça mais recursos e possibilidades com o SAP Business One disponibilizado pela Ramo Sistemas aqui!

Baixe agora nosso Checklist da Gestão Empresarial e saiba como gerenciar e integrar áreas no setor de distribuição.