Blog

produtividade nas empresas

Como otimizar a eficiência e produtividade nas empresas de distribuição?

Com o aumento da demanda e os consumidores mais exigentes por agilidade nas entregas, os gestores identificaram a necessidade de elevar a produtividade nas empresas de distribuição. Assim, é possível proporcionar experiências melhores aos clientes para fidelizá-los e garantir maior lucratividade ao negócio.

De início, a tarefa pode causar certa preocupação por ser um tanto desafiadora. No entanto, a tecnologia, o uso de dados e os novos modelos de gestão viabilizam cada vez mais a união entre produtividade nas empresas e qualidade do serviço.

A seguir, saiba como unir otimização de processos e eficiência operacional para obter melhores resultados na sua distribuidora!

Leia também: Como a gestão de estoque impacta as vendas e o lucro da empresa?

6 dicas para aumentar a produtividade nas empresas de distribuição

As estratégias para aumentar a eficiência produtiva englobam desde a revisão de processos até a incorporação tecnológica.

Pensando nisso, separamos dicas para impulsionar a produtividade nas empresas de distribuição e garantir qualidade nos serviços prestados. Confira!

1. Faça previsões de demanda

A previsão de demanda é uma estratégia que visa equilibrar a capacidade do centro de distribuição e a demanda. Com isso, é possível evitar a subutilização ou sobrecarga dos espaços.

Para realizá-la, os gestores devem investir em inteligência de mercado a partir de fatores, como:

  • Avaliação econômica;
  • Desempenho histórico;
  • Concorrência;
  • Sazonalidades;
  • Outras variáveis que indiquem o ritmo de acordo com o momento.

Essa prática também melhora a experiência do cliente ao reduzir o tempo de entrega e mitigar problemas na reposição, que afetem a disponibilidade das mercadorias.

Leia também: Sistema ERP: como a análise preditiva otimiza a produtividade no setor de distribuição

2. Melhore a prestação de serviço

Como afirmamos, os consumidores estão mais exigentes no que se refere à qualidade do atendimento. Dessa forma, o investimento em produtividade nas empresas deve considerar também a percepção do cliente final.

Para isso, invista em tecnologias e estratégias que melhorem o relacionamento com o cliente, como:

  • Atualizações de status do produto e da entrega;
  • Personalização do atendimento;
  • Canais para consulta e esclarecimentos;
  • Entre outras práticas.

3. Monitore o desempenho

A otimização da produtividade consiste em conhecer o desempenho atual do negócio e identificar oportunidades de melhorias. Ou seja, fazer mais com menos.

Portanto, é imprescindível investir no monitoramento de indicadores-chave de performance (KPIs). Tais métricas vão indicar a capacidade das equipes, os gargalos e o potencial, considerando tecnologias, processos e ferramentas.

Ao conhecer os problemas e oportunidades de investimento nessas áreas, os gestores conseguem elevar a produtividade nas empresas. Isso sem comprometer a qualidade dos serviços prestados.

4. Use a tecnologia a seu favor

O investimento em novas soluções e inovações tecnológicas contribui para a melhora dos processos distributivos.

A automação, por exemplo, reduz as atividades manuais e repetitivas dos processos. Assim, é possível torná-las mais digitais e assertivas e deixar os colaboradores livres para ações estratégicas e criativas.

Inclusive, a tecnologia pode ser usada para diferentes funções, como:

  • Integrar processos;
  • Gerenciar recursos;
  • Planejar entregas e fretes;
  • Organizar estoques;
  • Relacionar-se com os clientes, entre outras.

Leia também: Inovação nas empresas: como tornar sua empresa de distribuição mais digital?

5. Qualifique sua equipe

A incorporação de novas tecnologias e processos para aumentar a produtividade nas empresas de distribuição exige a qualificação das equipes. Só assim, as empresas conseguem que os objetivos sejam realmente alcançados.

Até porque os colaboradores devem ser capacitados para operar as soluções e otimizar o aproveitamento dos recursos. Isso vale tanto para tecnologias, processos ou ferramentas.

6. Invista em um sistema de gestão

Um sistema de gestão empresarial integrado possibilita uma série de vantagens para a distribuidora, inclusive a melhora da produtividade nas empresas. Afinal, a integração de áreas permite um gerenciamento centralizado das informações, facilitando a identificação de oportunidades de otimização.

Neste sentido, o sistema ERP oferece diversos benefícios, como:

  • Integração entre áreas, centralizando a gestão;
  • Automação de processos;
  • Adequação e adaptação às transformações de mercado;
  • Eficiência na gestão em tempo real;
  • Acesso facilitado aos dados;
  • Emissão de relatórios completos e personalizados.

Para alcançar esses benefícios, a empresa de distribuição deve investir em um sistema ERP que atenda às particularidades do segmento, como o SAP Business One.

O SAP Business One, disponibilizado no Brasil pela Ramo Sistemas, é um ERP desenvolvido com funcionalidades específicas para otimizar o setor de distribuição moderno, como estoques infinitos e atualização em tempo real.

Com a solução, os gestores podem fazer o gerenciamento completo e integrado em uma única ferramenta. O que garante aumento da eficiência, qualidade e produtividade nas empresas de distribuição.

Ficou interessado? Conheça o SAP Business One e entre em contato com nossos especialistas!

Baixe agora nosso Checklist da Gestão Empresarial e saiba como gerenciar e integrar áreas no setor de distribuição.