Blog

gestão financeira

Gestão financeira e gestão de estoque: como a integração de ambas otimiza seu negócio?

O controle de estoque é uma atividade complexa e essencial para o setor de distribuição e determina toda a operação do negócio. Dessa forma, a integração com a gestão financeira é fundamental para centralizar as informações.

Essa integração entre gestão financeira e gestão de estoque é relevante em todos os segmentos. Isso porque o estoque não é apenas um depósito, mas uma área estratégica nos processos da empresa, influenciando a lucratividade do negócio.

Pensando nisso, conheça os benefícios de unir as duas áreas e como é possível fazer essa integração.

Leia também: Como a gestão de estoque impacta as vendas e o lucro da empresa?

Quais os benefícios de integrar gestão financeira e estoque?

A administração financeira no setor de distribuição tem relação direta com as entradas e saídas do estoque. A subutilização do espaço reduz o lucro da empresa, enquanto ficar sobrecarregado também prejudica as operações.

Assim, quando essas áreas estão integradas, uma série de problemas operacionais podem ser evitados e as vantagens gerenciais tornam-se mais evidentes. Saiba mais a seguir!

1. Otimização dos processos

Muitos processos de estoque e do financeiro devem funcionar de forma conjunta, como a emissão e a verificação de notas de entrada e saída. Logo, quando esses setores atuam integradamente, as informações são compartilhadas em um único sistema. O que otimiza processos e minimiza erros.

Além disso, as atividades que afetam as diferentes áreas são padronizadas, garantindo uma operação mais fluida e eficiente.

Leia também: Inovação nas empresas: como tornar sua empresa de distribuição mais digital?

2. Aumento da produtividade

As equipes do estoque e do financeiro são beneficiadas quando a integração é realizada. Isso porque é possível evitar o retrabalho ou a duplicação de tarefas.

Esses ganhos refletem-se diretamente na produtividade das equipes. Afinal, as duas partes são desoneradas de determinados processos e ganham eficiência.

Por exemplo, com as notas fiscais emitidas em um único setor, são reduzidas as chances de informações equivocadas no processo.

3. Redução de falhas operacionais

As falhas operacionais são responsáveis pela interrupção dos serviços da distribuidora e, como consequência, se tornam custosas. E tais problemas afetam os lucros do negócio quando passam a ser recorrentes.

Porém, ao integrar a gestão financeira e a gestão de estoque, essas ocorrências são minimizadas. Até porque há menos problemas de comunicação e planejamento entre os setores.

Por exemplo, a falta de atualização das entradas no estoque pode fazer com que o financeiro se comprometa com uma grande compra de produtos. No entanto, quando os itens chegam ao local, o espaço teoricamente livre está ocupado com outras mercadorias.

Com a integração, esse tipo de falha é evitada, pois as informações de ambos os setores são atualizadas em tempo real e integradas. Dessa forma, o próprio sistema impede uma ação prejudicial assim.

Veja também: Como um sistema de gestão financeira facilita o controle de custos no setor de distribuição?

4. Relatórios completos

Quando cada setor emite seus relatórios individualmente, os gestores não têm como monitorar as ações que dependem de ambas as áreas. Assim, ficam com informações insuficientes para o planejamento futuro da empresa.

Com a unificação, os relatórios da gestão financeira e da gestão de estoque disponibilizam informações mais completas sobre a operação. O que viabiliza planos de expansão, investimentos e otimizações.

Como fazer a integração entre áreas com eficiência?

A integração entre os diferentes setores do negócio é possível por meio de um sistema ERP – sistema integrado de gestão empresarial.

Leia também: Sistema ERP: como a análise preditiva otimiza a produtividade no setor de distribuição

Com essa ferramenta, não apenas o setor financeiro e o estoque podem ser integrados. Mas todas as demais operações da empresa, como compras, vendas, marketing, contabilidade, RH e outros, podem ter os processos padronizados e alinhados.

O SAP Business One é um sistema ERP disponibilizado pela Ramo Sistemas, que está presente em mais de 170 países com mais de 60 mil clientes globalmente.

Desenvolvido para atender às necessidades de PMEs e negócios em expansão, o ERP dispõe de todas as funcionalidades necessárias ao gerenciamento integrado de uma empresa de distribuição.

Conheça o SAP Business One da Ramo Sistemas e saiba como essa tecnologia pode ser uma aliada da sua empresa!

Baixe agora nosso Checklist da Gestão Empresarial e saiba como gerenciar e integrar áreas no setor de distribuição.