Blog

gestão financeira

Como solucionar os principais problemas de gestão financeira em PMEs

As finanças de pequenas e médias empresas são responsáveis por garantir sua sobrevivência no mercado. Para saber se estão prosperando ou tendo prejuízos, não basta observar o dinheiro que entra em caixa. Muito pelo contrário, é preciso focar em uma gestão financeira minuciosa e eficiente.

Afinal, ao ter um olhar apurado sobre os recursos financeiros, os empreendedores obtêm um panorama geral da situação presente, com análise da entrada e saída de recursos, as movimentações e o fluxo de caixa. Além disso, podem projetar ações importantes para o futuro.

Porém, mesmo que haja boa vontade para realizar a gestão financeira, é comum ocorrer alguns erros de administração. O que pode levar a graves prejuízos, incluindo a falência.

Quer saber quais são esses problemas e como contorná-los? É justamente o que vamos falar nesse post. Confira!

Leia também: 6 indicadores de desempenho empresarial que toda PME de serviços deve acompanhar

Principais problemas de gestão financeira a serem evitados

Segundo o Sebrae, 1 em cada 4 empresas fecha antes de completar 2 anos. Entre as razões para esse índice, estão as falhas na gestão financeira. Por isso, é tão importante conhecê-las para que sejam evitadas ou contornadas. Veja as principais:

Falta de capital de giro

Para que um negócio se mantenha em funcionamento, é fundamental contar com o capital de giro. Afinal, trata-se do montante que proporciona a verba necessária para financiamento a clientes (quando há vendas a prazo), giro de estoque e pagamento de funcionários, fornecedores, impostos e outros.

Um grande erro das PMEs é deixar de contar com esse recurso. Até porque, em épocas de baixa nas vendas ou momentos de crise, não há onde recorrer e a empresa acaba fazendo dívidas desnecessárias.

Para superar tal dificuldade, é fundamental contar com uma gestão inteligente e assertiva das finanças para garantir que a empresa tenha capital de giro.

Negligência no controle de recebimentos

Outra falha bastante comum quando se trata de gestão financeira é a falta de controle de recebimentos. Isso porque a ausência de gerenciamento neste caso prejudica não só as finanças, mas também o conhecimento sobre o negócio.

Neste sentido, é importante fazer a gestão adequada dos recebimentos para identificar fatores como:

  • Valores obtidos;
  • Produtos que mais vendem;
  • Quanto cada item rende de lucro;
  • Entre outras variáveis.

Assim, a PME tem dados reais sobre o próprio desempenho para promover melhorias de processos.

Descontrole das despesas fixas

Uma empresa sem controle das despesas fixas acaba se perdendo em relação ao orçamento mensal necessário, atrasa contas, desperdiça recursos e tem prejuízos.

Por isso, é fundamental ter o controle sobre cada custo, saber qual a média mensal destinada para cada um deles e as perspectivas de gastos para os próximos meses.

Saiba mais: Prevenção de perdas: como otimizá-la com gestão empresarial

Falta de ferramentas adequadas

Ao realizar a gestão financeira em planilhas, cadernos ou blocos de anotação, por exemplo, as PMEs estão cometendo uma grande falha. Isso porque, com esse tipo de controle, não há integração, a probabilidade de desorganização é grande e fica complicado obter dados sobre o negócio de forma a melhorar a tomada de decisão.

Para reverter essa situação, é possível investir em sistemas de ERP. O SAP Business One, fornecido pela Ramo Sistemas, facilita a gestão empresarial, especialmente o aspecto financeiro.

Afinal, a solução automatiza tarefas cotidianas de contabilidade, como a realização de lançamentos diários, apoiando cálculos de impostos e permitindo transações em várias moedas.

Ao integrar sua operação financeira em tempo real com outros processos empresariais, como compras e vendas, a empresa pode acelerar as operações e melhorar a visibilidade do fluxo de caixa.

Que tal conhecer todas as funcionalidades desta solução disponibilizada pela Ramo Sistemas? Entre em contato com nossos consultores!