Blog

Controle de custos: o que não te falaram sobre empreendedorismo inteligente

Como você realiza o controle de custos no seu negócio? Se você gerencia uma empresa, deve saber que cuidar da gestão financeira de uma empresa é uma das etapas mais difíceis, porém uma das mais fundamentais para que os resultados desejados sejam alcançados com sucesso.

Nesse sentido, realizar o controle de custos pode colocar o gerenciamento em uma condição muito mais eficiente e organizada que as suas concorrentes. No artigo de hoje, falaremos um pouco mais sobre esse assunto. Acompanhe!

Saiba mais: Confira a importância do sistema ERP para planejamento e gestão de serviços

 

Controle de custos: o que não te falaram sobre empreendedorismo inteligente

O que é o empreendedorismo inteligente?

Antes de mais nada, é preciso entender o que é empreendedorismo, de uma maneira bem simples. Quem definiu o conceito de empreendedorismo foi o economista austríaco, Joseph Schumpeter.

Segundo ele, empreender é sinônimo de inovar, de combinar habilidades e recursos diferentes para ajudar a impulsionar a sociedade e a economia de uma maneira positiva. Por esse motivo, o empreendedorismo é fundamental para toda e qualquer comunidade, e esse modelo de negócio vem sendo cada vez mais reconhecido.

No Brasil, o empreendedorismo começou na década de 80. Já existem vários incentivos para a cultura empreendedora, um exemplo são as universidades que, cada vez mais, estão disseminando o empreendedorismo dentro das graduações.

No empreendedorismo inteligente o empreendedor utiliza suas capacidades intelectuais e emocionais, em perfeita sinergia, para administrar seu negócio. Separamos 5 dicas bem fáceis para você já começar a se organizar e aplicar essas técnicas na sua empresa.  

 

Leia ainda: 7 estratégias para melhorar o planejamento e gestão de serviços

1. Separe despesas e controle de custos

Primeiro, liste todas as despesas envolvidas nas suas soperações. Detalhe e acompanhe a produção ao longo do tempo, seja mensal, semestral ou trimestral, mas anote tudo. Assim, fica mais fácil gerenciar custos e despesas. 

Lembre-se, despesas são aquelas que não estão diretamente relacionadas ao seu processo produtivo, certo? Ou seja, contas de telefone, salários de mão de obra indireta, material de escritório, etc. Mantenha apenas os custos associados ao seu produto final.

2. Determine os custos diretos e indiretos

Com essas duas despesas separadas, é hora de focar nos custos e classificá-los como diretos ou indiretos. A atribuição direta a um produto ou mesmo a um serviço, e a atribuição indireta a um serviço, deixa de atribuir valor a cada unidade do produto.

Em outras palavras, uma empresa que produz calçados precisa separar os custos envolvidos na matéria-prima como custos diretos e o pagamento dos funcionários envolvidos na produção como custos indiretos.

3. Determine o melhor preço de venda

É a partir do ponto de equilíbrio que uma empresa é plenamente capaz de determinar o melhor preço de venda para obter lucro e analisar possíveis falhas nas operações, desde a necessidade de troca de fornecedores para compra de materiais mais baratos, até o ponto de equilíbrio da produção atingindo um lucro lucrativo para a taxa de negócios.

Leia também: Como fazer o planejamento logístico de contingência em tempos de crise?

A importância de contar com a tecnologia: conheça o SAP Business One, oferecido pela Ramo Sistemas!

A Ramo Sistemas fornece toda a segurança que a sua organização precisa para implementar um sistema ERP e um controle de custos inteligente.

O SAP Business One, disponibilizado pela Ramo Sistemas, é um sistema ERP local, integrado, intuitivo e responsivo. Oferece uma transformação digital completa para acelerar processos dentro das empresas.

Busca por um sistema ERP na nuvem? Também oferecemos o SAP Business One Cloud, a melhor ferramenta do mercado, que pode ser acessada por qualquer dispositivo conectado à internet.

Entre em contato com a nossa equipe e saiba mais sobre nossos serviços!