Blog

planejamento de estoque

5 passos para otimizar o planejamento de estoque

O controle de estoques é parte vital da logística, pois este pode absorver de 25% a 40% dos custos totais de um negócio, o que representa uma porção substancial do capital. Por esse e outros motivos, o planejamento de estoque é essencial para os bons resultados de uma empresa.

Uma gestão eficiente é fundamental para que se possa fazer da logística um grande diferencial competitivo. Desta maneira, é possível otimizar as operações de armazenagem, distribuição e entrega de insumos e mercadorias. Consequentemente, se alcança melhores resultados juntos a clientes.

Planejamento de estoque: 5 passos para uma estratégia assertiva

O objetivo do planejamento de estoque é promover diversas garantias que envolvem tanto a administração do espaço físico quanto o que é armazenado no local.

Uma boa organização permite que o empreendedor tenha controle de tudo o que entra e sai da empresa, dos custos de cada item e da demanda do que deve ser comprado, por exemplo.

Assim, é possível fazer estimativas de vendas, produção, pedidos feitos a fornecedores, assim como detectar excessos ou faltas que possam comprometer o bom andamento da empresa. Confira 5 passos para colocar a ação em prática de forma assertiva:

1. Realize um controle de estoque organizado

Um planejamento logístico eficiente depende do cuidado com o controle de estoque, o que inclui a utilização de recursos técnicos, tecnológicos e humanos de forma inteligente. Nesse sentido, deve ser visada a quantidade certa de itens disponíveis e a facilidade em seu controle e acesso.

Ou seja, não devem haver produtos em excesso no estoque, pois esses podem aumentar os custos e as chances de avaria. A falta de mercadoria também compromete o bom andamento do negócio.

Algumas ações importantes para atingir a meta é criar um inventário de estoque que contemple todos os itens, além de investir em uma logística integrada por meio de recursos tecnológicos que promovam uma comunicação transparente e ágil entre todos os setores.

2. Conte com parceiros confiáveis

Bons fornecedores devem ser contemplados dentro de um planejamento logístico satisfatório. Afinal, por mais que a empresa tenha processos bem estruturados e equipes qualificadas, se os parceiros de negócios não forem confiáveis a operação pode apresentar falhas.

Portanto, vale a pena se dedicar na pesquisa daqueles fornecedores que cumprem prazos, negociam preços com flexibilidade, são ágeis no atendimento e prestam serviços com agilidade sempre que necessário.

3. Capacite colaboradores

Assim como os fornecedores são importantes para as empresas, colaboradores qualificados são diretamente responsáveis pelo bom andamento do planejamento de estoque. Isso envolve, desde a alta gestão, até os times da cadeia operacional.

Nesse caso, a capacitação e os treinamentos se tornam indispensáveis, de modo a desenvolverem habilidades, comunicarem propósitos e conscientizarem os times sobre as práticas importantes para o dia a dia.

4. Mensure os resultados

A única maneira de avaliar se o planejamento logístico está sendo eficaz é monitorar os resultados por meio de indicadores definidos previamente. Esses devem estar de acordo com a realidade da empresa e com as características do mercado em que atua.

Entre os mais utilizados na área de logística estão o Lead Time, ou tempo de ciclo do pedido, o percentual de cargas rastreáveis e o índice de ocorrências, que diz respeito a acontecimentos inesperados que comprometem as entregas.

Todos eles auxiliam os gestores a detectarem possíveis falhas e trabalharem para revertê-las em prol de melhores resultados.

5. Invista em um bom sistema de gestão

Diante de tanta tecnologia disponível no mercado atual, continuar utilizando planilhas como as de Excel, por exemplo, já não é aconselhável. O motivo é que esse tipo de solução não permite a integração necessária entre as diversas áreas que compõem a logística.

Não importa o tamanho do negócio. Hoje, qualquer porte de empresa pode ter acesso a sistemas de gestão integrada que promovam a automação de tarefas do dia a dia e auxiliem na organização do planejamento logístico.

Uma plataforma acessível a micro e pequenas empresas é o SAP Business One, disponibilizado pela Ramo Sistemas. Suas diversas funcionalidades auxiliam o negócio de diversas maneiras. Veja algumas delas:

  • Integra diversos departamentos do negócio, centralizando e padronizando processos, minimizando os erros no registro de informações e otimizando o trabalho das equipes;
  • Facilita a previsão da necessidade de compras futuras;
  • Evita prejuízos pelo excesso ou falta de produtos no estoque;
  • Permite acesso remoto e em tempo real a partir de qualquer lugar, o que traz maior flexibilidade e comodidade aos empreendedores;
  • Elimina a possibilidade de perda de arquivos e documentos, já que os dados são armazenados na nuvem.

Nosso artigo sobre planejamento de estoque foi útil para você? Quer conhecer todos os recursos do SAP Business One que podem auxiliar o seu negócio? Então entre em contato agora mesmo com um de nossos consultores!

Baixe agora nosso Checklist da Gestão Empresarial e saiba como gerenciar e integrar áreas no setor de distribuição.