Blog

gestão inteligente

Gestão inteligente: 5 problemas de fluxo de caixa solucionados pelo ERP

A gestão inteligente no fluxo de caixa das pequenas e médias empresas é fundamental na preservação do negócio, promovendo um gerenciamento financeiro eficiente, otimizado e possibilitando o crescimento de médio e longo prazo.

Conhecer quais os erros mais frequentes associados ao fluxo de caixa é determinante para que gestores possam identificar ferramentas, como o sistema ERP, para superar esses desafios. Saiba mais a seguir!

Veja também: Sistema de gestão financeira: como melhorar o controle orçamentário em PMEs?

Quais os problemas de fluxo de caixa solucionados com a gestão inteligente do ERP? 

O fluxo de caixa envolve o controle contínuo de todas as entradas e saídas da empresa. Dessa forma, consiste em um desafio diário aos gestores, mas que influencia diretamente nas estratégias de longo prazo do negócio.

A seguir, conheça 5 erros recorrentes no controle do fluxo de caixa, mas também como eles podem ser solucionados com a gestão inteligente proporcionada por um sistema ERP.

1. Não acompanhar o fluxo de caixa diariamente

O monitoramento do fluxo de caixa é diário, de forma que todas as entradas e saídas são acompanhadas e registradas de acordo com as categorias, como recebidos a vista e parcelados, despesas fixas ou variáveis etc.

Ainda que para alguns negócios o controle possa ser mais espaçado, em geral, o monitoramento diário é mais seguro e confiável, pois evita esquecimentos ou divergências no preenchimento.

Com o sistema ERP, o controle do fluxo de caixa é automatizado, de modo que deixa de ser necessário esse registro manual de cada despesa ou recebido, minimizando erros ou falhas no acompanhamento.

Saiba mais: Sistema ERP: quando sua PME deve substituir a ferramenta atual?

2. Não ter visibilidade de vendas

A visibilidade de vendas significa a capacidade de prever as saídas de determinado período. Ainda que esse número não seja exato, o gestor opera dentro de uma margem.

A falta de visibilidade pode comprometer a gestão de estoque, a previsibilidade financeira e também a saúde do negócio.

A melhor maneira de ter essa visão das operações é por meio de um histórico confiável, que permita analisar sazonalidades, vendas por mês, semana e dia, proporcionando uma gestão inteligente em diferentes departamentos. Tudo isso pode ser oferecido com a implementação do sistema ERP.

3. Gastar mais do que ganha

Um dos principais riscos da falta de controle do fluxo de caixa é acabar tendo gastos maiores do que as entradas, o que deixa as finanças do negócio no negativo e compromete o capital de giro, a rentabilidade e a poupança da empresa.

Com uma maior capacidade de prever as vendas, a gestão inteligente do sistema ERP permite que os gestores controlem de forma mais acertada as despesas do período, evitando gastos extras em meses de menor rentabilidade.

4. Falta de planejamento

A falta de planejamento na área financeira é um dos problemas críticos das PMEs, inviabilizando investimentos estratégicos que otimizam a operação, tornando o financeiro incerto e resultando em maior dificuldade de gestão.

O sistema ERP tem recursos específicos para facilitar o planejamento de médio e longo prazo da companhia, permitindo que as áreas funcionem de forma integrada e mais fluida, como financeiro, relacionamento com o cliente, gestão de fornecedores e estoque, por exemplo.

Leia ainda: ERP para pequenas empresas de serviços: como melhorar a gestão do fluxo de caixa

5. Falta de controle de estoque

O controle de estoque é sim um problema associado ao acompanhamento do fluxo de caixa, pois tanto o excesso quanto a falta de mercadorias consiste em situações críticas para o bom funcionamento do negócio.

Com o sistema ERP, a gestão de estoque é automatizada, inclusive com informações detalhadas, como validade dos produtos para redução dos desperdícios.

Veja mais: 7 estratégias de planejamento e controle de estoque em tempos de crise

A escolha do sistema ERP, portanto, deve considerar esses diferentes problemas do fluxo de caixa e também se a solução escolhida tem recursos específicos para tais desafios.

Com a escolha dos módulos mais apropriados às demandas da empresa, garante-se um sistema ERP adequado e enxuto, reduzindo a complexidade e custos da ferramenta.

O SAP Business One, oferecido pela Ramo Sistemas, é um sistema ERP desenvolvido considerando as necessidades das PMEs, pois fornece todos os recursos para um controle financeiro e do fluxo de caixa eficientes.

Portanto, com o SAP Business One, os gestores da PME conseguem uma gestão inteligente e otimizada com custos acessíveis. Quer saber mais? Conheça o sistema ERP aqui!

Baixe agora nosso Guia da Gestão Empresarial e saiba como integrar processos no setor de serviços.

Enviar mensagem.
Estamos online, entre em contato!
Enviar mensagem.
Estamos online, entre em contato!