Blog

sistema erp

Como o sistema ERP torna a gestão de ativos mais eficiente

Fazer uma gestão de ativos eficiente é um requisito básico para empresas de serviços que querem ter sucesso. Afinal, é fundamental ter o controle de equipamentos e ferramentas que possibilitem o fluxo produtivo das equipes. Para facilitar este gerenciamento, é necessário contar com o sistema ERP.

Isso porque, no cenário atual em que a tecnologia está cada vez mais presente e os processos precisam ser mais ágeis e assertivos, o sistema de gestão empresarial integrado atende a essa finalidade. Assim, ajuda a otimizar a gestão de ativos.

Quer saber quais são as vantagens de um gerenciamento de alta performance e como um sistema ERP pode ajudar? Então, continue a leitura!

Leia também: 5 motivos para investir em ERP para pequenas empresas de serviços

Quais os benefícios da gestão de ativos?

O principal objetivo da gestão de ativos é garantir o bom uso dos bens de uma organização. Com ela, é possível otimizar a manutenção, programar a troca de equipamentos ou peças, organizar a compra de novos equipamentos, entre outras providências.

Ou seja, visa manter a disponibilidade dos ativos, ao mesmo tempo em que se minimiza desperdícios. Veja algumas vantagens do processo:

  • Reduzir custos pela minimização do tempo de parada gerado por manutenções preventivas e recuperação de falhas;
  • Maximizar a vida útil dos ativos, já que há um maior controle sobre cada um deles;
  • Minimizar riscos relacionados a falhas e quedas no desempenho de equipamentos.

Passo a passo de como fazer a gestão de ativos

Em geral, a gestão de ativos compreende uma série de etapas. Conheça os principais passos e veja como o sistema ERP pode otimizá-los:

– Levantamento dos dados sobre os ativos

O primeiro passo na gestão de ativos é fazer um mapeamento e levantamento dos equipamentos existentes. Assim, é possível ter uma visão completa sobre a infraestrutura. Por isso, coloque o máximo de dados possíveis para registrar os ativos.

– Cronograma de manutenções

Com os dados, o próximo ponto é elaborar um cronograma para a manutenção dos aparelhos. Isso permite reduzir os impactos da troca de equipamentos, minimizar custos e evitar a ocorrência de problema durante a manutenção.

Leia também: Como melhorar a eficiência empresarial no setor de serviços com um sistema ERP?

– Manutenção das atualizações

Empresas competitivas realizam atualizações da infraestrutura de TI sempre que possível. A gestão de ativos ajuda a empresa a se manter atualizada e moderna de acordo com os dados e o histórico dos equipamentos.

– Uso de tecnologia

O uso de tecnologia é fundamental para a gestão de ativos. Normalmente, as empresas investem em sistemas projetados especificamente para a essa função, chamados EAM. Esses têm como objetivo melhorar o desempenho do inventário e maximizar sua vida útil.

Porém, essas soluções não envolvem outras áreas do negócio, o que é possibilitado pelo sistema ERP. O software de gestão empresarial integrada permite administrar os processos e a gestão de ativos de forma unificada.

Veja mais: Conheça os principais indicadores de performance do setor de serviços

Como o sistema ERP ajuda a gestão de ativos?

O sistema ERP automatiza processos, integra as diferentes áreas da empresa, centraliza o acesso a informações e facilita o compartilhamento de dados. Assim, permite que a empresa tenha maior controle sobre as peças e os equipamentos e consiga identificar a melhor hora de fazer trocas, manutenções e mudanças.

Com as facilidades proporcionadas e a otimização da gestão de ativos, os gestores podem direcionar uma maior parte do seu tempo para o planejamento de ações.

O SAP Business One, disponibilizado pela Ramo Sistemas, oferece uma forma acessível para gerenciar toda a sua organização, incluindo a integração da gestão de ativos.

A solução foi desenvolvida para combinar todos os setores de uma organização, como financeiro, compras, estoques e vendas em um único banco de dados, eliminando tecnologias incompatíveis e duplicadas. O resultado é um panorama geral dos processos e uma tomada de decisão mais ágil e assertiva.

As principais funcionalidades incluem:

  • Controle de aquisições e estoque;
  • Planejamento de produção;
  • Gestão de vendas e clientes;
  • Gestão financeira;
  • Análises e relatórios;
  • E muito mais.

Assim, é possível visualizar a operação da empresa como um todo e tomar decisões baseadas em informações em tempo real, de forma a impulsionar o crescimento.

Quer saber mais sobre como o SAP Business One pode auxiliar na gestão do seu negócio? Entre em contato agora mesmo com um de nossos consultores!

Baixe agora nosso Checklist da Gestão Empresarial e saiba como gerenciar e integrar áreas no setor de distribuição.