Blog

gestão de entregas

Como otimizar a gestão de entregas em sua empresa?

O setor de logística e distribuição está cada vez mais concorrido e com maiores exigências, tanto pelo lado dos clientes finais quanto das empresas contratantes. O que demanda mais eficiência na gestão de entregas dos negócios.

Neste cenário, as empresas do segmento precisam investir em agilidade operacional, qualidade e tecnologias para suprir as novas demandas do mercado. Assim, é possível se manterem competitivas e relevantes.

Leia também: Inovação nas empresas: como tornar sua empresa de distribuição mais digital?

A seguir, destacamos as etapas da gestão de entregas e apresentamos dicas de como torná-las mais eficientes. Confira!

4 etapas da gestão de entregas e como otimizá-las

Os processos da gestão de entregas são centrais para manter um bom relacionamento e a confiança das parceiras e também dos clientes finais.

Por essa razão, estas etapas devem ser sempre aprimoradas e otimizadas. Veja quais são elas!

1. Conferência de mercadorias

A conferência de mercadorias ocorre em dois momentos:

  • Quando o produto chega ao estoque;
  • Quando ele vai sair para a entrega ao cliente final.

Nessa etapa, a atenção e a eficiência são fundamentais para evitar prejuízos. No caso de produtos perecíveis, por exemplo, também deve ser feito o controle da data de validade das mercadorias.

Uma forma de tornar esse processo mais prático é atuar com sistemas de leitura de código de barras. Eles impedem o cadastro duplicado dos produtos e também proporcionam procedimentos mais ágeis e seguros.

Leia também: Como fazer um controle de estoque mais eficiente no setor de distribuição?

2. Roteiros de entrega

A etapa de entrega pode ser a mais custosa do setor de distribuição quando não realizada de modo eficaz. É justamente nesse processo que as empresas especializadas se diferenciam. Por isso, é importante investir em uma estratégia de entrega sólida.

Uma forma de otimizar a roteirização da entrega é contar com sistemas inteligentes. Assim, é possível identificar as rotas ideais levando em conta todas as entregas planejadas para o dia.

Tais tecnologias consideram o tempo, a distância e os custos para oferecer melhores rotas e proporcionar economia de combustível e desgaste do veículo. Além do mais, pode-se incorporar variáveis, como entrega agendada e outros critérios.

3. Gestão da distribuição

A gestão de entregas não é fundamentada apenas em etapas operacionais, mas também no planejamento prévio das ações.

Para otimizar a gestão da distribuição, é importante embasá-la em dados reais do negócio. Isso permite realizar previsões e cálculos com base nas operações anteriores e no know how acumulado.

Com isso, a distribuidora garante mais eficiência nas partes operacionais e pode se aprimorar constantemente. O que vai influenciar a competitividade e o crescimento da empresa.

Leia também: Passo a passo: como otimizar a gestão de cadeia de suprimentos do seu negócio?

4. Monitoramento dos indicadores

Todos os processos, operações ou estratégias geram dados referentes à efetividade da ação, como por exemplo:

  • Permanência da mercadoria no estoque;
  • Comprometimento do espaço;
  • Tempo de entrega;
  • Roteiros de melhor custo-benefício;
  • Desgaste do veículo, entre outros.

Portanto, o diferencial da distribuidora é ter uma estratégia para colher e processar esses dados. Dessa forma, é possível obter informações relevantes sobre a operação.

A coleta minuciosa dos dados depende de um sistema integrado para monitorar automaticamente as atividades e gerar informações relacionadas aos processos.

Além disso, o sistema precisa converter esses dados em relatórios objetivos para permitir o acompanhamento dos indicadores pelos gestores.

Leia também: Sistema ERP: como a análise preditiva otimiza a produtividade no setor de distribuição

Como colocar essas estratégias em prática?

Como visto, existem diferentes formas de otimizar cada uma das etapas da gestão de entregas. A incorporação do sistema de gestão empresarial integrado (ERP), no entanto, permite a realização de todos esses processos.

Entre as principais vantagens, o sistema ERP garante:

  • Integração dos departamentos da distribuidora;
  • Controle e automação dos processos;
  • Cadastro dos produtos;
  • Gerenciamento e controle dos estoques;
  • Relacionamento com fornecedores e clientes;
  • Comunicação entre áreas;
  • Coleta e análise de dados;
  • Emissão de relatórios;
  • Entre outras funcionalidades.

O SAP Business One é um sistema ERP disponibilizado pela Ramo Sistemas que inclui análises, Big Data, tecnologias na nuvem e recursos móveis para facilitar todos os processos relacionados à gestão de entregas.

Presente em mais de 170 países, o SAP Business One tem funcionalidades diferenciadas para empresas de logística e distribuição que garante mais competitividade e eficiência nos processos.

Quer melhorar os seus processos de entrega? Conheça o SAP Business One, fornecido pela Ramo Sistemas!

Baixe agora nosso Checklist da Gestão Empresarial e saiba como gerenciar e integrar áreas no setor de distribuição.

Enviar mensagem.
Estamos online, entre em contato!
Enviar mensagem.
Estamos online, entre em contato!