Blog

sistema erp

Como o sistema ERP facilita a gestão fiscal de empresas de serviços?

A gestão fiscal de empresas de serviços é complexa e exige planejamento para que o negócio não tenha problemas na complicada estrutura tributária brasileira. Um sistema ERP (sistema integrado de gestão empresarial) pode facilitar esses processos.

Afinal, a gestão fiscal representa um enorme desafio principalmente para pequenas e médias empresas, que nem sempre têm profissionais especializados nessas áreas. Além disso, quando é realizado manualmente, o processo pode apresentar inconsistências.

A seguir, conheça os principais benefícios de um sistema ERP nessas situações e como escolher a ferramenta ideal.

Leia também: Gestão de pequenas empresas: por onde começar no setor de serviços?

6 vantagens do sistema ERP na gestão fiscal

O sistema ERP é um software que centraliza diversos processos e dados da empresa de serviços. Por exemplo: informações financeiras, fiscais, de relacionamento com cliente, estoque, entregas, vendas de produtos, entre outros.

Assim, a solução permite ganhar eficiência operacional em todos os setores. E, no caso da gestão fiscal, garante também a conformidade com as legislações existentes. Veja mais vantagens!

1. Melhora do desempenho

Com processos automatizados, é possível reduzir o tempo dedicado à emissão e à verificação dos documentos. Assim, melhora o desempenho e aumenta a produtividade na gestão fiscal.

Além disso, o sistema ERP garante a precisão e a confiabilidade dos processos, já que é integrado às demais áreas do negócio.

2. Controle do fluxo de caixa

Nas PMEs, a gestão eficiente do fluxo de caixa não é uma tarefa fácil. Dessa forma, o ERP auxilia a realização desse controle ao processar todas as contas a pagar e a receber.

No final do período, é possível ver todas as movimentações financeiras e o saldo em caixa da empresa. Assim, fica mais fácil apresentar de forma confiável os resultados da organização para conferência da gestão fiscal.

Veja também: Como melhorar a eficiência empresarial no setor de serviços com um sistema ERP?

3. Monitoramento de notas fiscais

Um dos principais desafios de PMEs do setor de serviços é monitorar corretamente as notas fiscais, tanto a emissão como as entradas. Por ser uma tarefa burocrática, a gestão das notas fiscais afeta o desempenho da organização.

O sistema ERP, entretanto, automatiza esses processos considerando a configuração de tributação e aspectos legais. O que garante eficiência e segurança aos processos dessa área.

4. Planejamento tributário

O sistema ERP contribui para um planejamento tributário mais adequado ao negócio. Assim, utiliza o tipo de tributação mais benéfico à empresa de acordo com as entradas e aproveitamento de bônus e benefícios fiscais.

Esse planejamento pode ser feito no longo prazo para a empresa não ter uma surpresa desagradável no momento de pagar impostos.

5. Integração dos dados

É importante ter fácil acesso a todas informações fiscais da empresa. No ERP, todos os dados ficam alocados em um único software, permitindo maior controle por parte dos gestores.

Enquanto isso, a utilização de livros-caixa, por exemplo, facilita a perda de informações valiosas, dificulta encontrar dados específicos e pode comprometer o registro no longo prazo.

6. Auditoria das informações fiscais

A Receita Federal pode emitir multas por erros nas declarações fiscais até 5 anos após o ocorrido. O sistema ERP minimiza o risco ao realizar a auditoria de todos os dados cadastrados.

Tais verificações antes do envio das declarações diminuem as chances de erros que poderiam comprometer a segurança fiscal e financeira do negócio.

Saiba mais: 5 desafios da gestão de pequenas empresas do setor de serviços

Como escolher o sistema ERP?

É fundamental que o sistema ERP adotado na empresa de serviços tenha funcionalidades específicas para esse segmento. Desse modo, é possível viabilizar a gestão fiscal, além de garantir o monitoramento de todas as informações relevantes à operação.

O SAP Business One é um sistema de gestão empresarial integrado, disponibilizado no Brasil pela Ramo Sistemas, e com diversos recursos direcionados às PMEs, como:

  • Gestão fiscal e financeira;
  • Gestão de vendas;
  • Controle de aquisições e estoque;
  • Relacionamento com os clientes;
  • Análises interativas e emissão de relatórios.

Portanto, com o sistema ERP adequado, a PME tem potencial para crescer com mais segurança operacional, financeira e fiscal.

Quer saber mais sobre o SAP Business One? Confira todas as funcionalidades e características da ferramenta e entre em contato com nossos especialistas!